sexta-feira, 29 de abril de 2011

Eu me reinvento...

A vida tem muitos começos, finais e recomeços... Não adianta mesmo querer reter as coisas... os momentos felizes passam, assim como os tristes... a vida vai passando e "é preciso saber viver".

Eu não me apego muito a essa questão de maturidade. É claro que a experiência é importante. Ajuda a equilibrar mais as emoções em cada momento. Mas no fim, eu amo do mesmo jeito, sofro do mesmo jeito... sempre com muita paixão e intensidade... e depois... vou seguindo o meu caminho...

Mas a vida é generosa comigo... a cada esquina, mesmo com algumas dores, sustos e rejeições, também encontro presentes divinos, carinhos sinceros, motivos para me entusiasmar com os acontecimentos...

Por isso, vou continuar com o coração aberto, ao amor e à dor que me couberem... e vou continuar vivendo com toda a alegria que eu puder!