domingo, 27 de dezembro de 2009

Uma rebelde cheia de causas...

Sabe uma das coisas boas desse ano que está terminando? Foi conhecer pessoalmente Angela Ro Ro.
No início dos anos 90, quando eu tinha vinte e poucos anos e morava sozinha na região sul da Bahia, militando no movimento sindical e no PT de lá, as músicas dela embalaram muitas das minhas rebeldias...
Muitas histórias se passaram e eu fiquei menos rebelde e mais cuidadosa... mas aí eu encontro essa mulher sessentona, que tem uma incrível juventude e uma atitude corajosa diante da vida e foi capaz de se reiventar.

A louca e escandalosa Angela Ro Ro emagreceu, parou de beber e de usar drogas e lançou um dvd lindíssimo. Ganhei um, autografado, depois da entrevista e de tietar e tirar fotos com ela. Pedi para ela cantar para mim "Fogueira" que foi a trilha sonora da minha paixão mais avassaladora no século passado (faz tempo kkkk).

Depois, ouvindo o dvd com calma enquanto dirigia, prestei atenção numa letra marcante. Palavras que nascem da autêntica ligação que essa compositora tem com a vida e com as pessoas. Eu assinaria embaixo, palavra por palavra, e mais uma vez me identifico com Angela Ro Ro, porque ela expressa o que eu gostaria de dizer sobre esse momento da minha vida.


Eu sei que tempo vai passar
E as coisas vão ficar
Porque acredito em mim
E o tempo passa a flutuar e a chance de eu ficar
Depende só de mim
Começo uma nova história e aviso
Não vai ter lugar prá você onde sobra juízo
Todo amor que eu amei no fundo eu dediquei
A mim e a mais ninguém
E vai ser tarde até demais
Prá quem ficou prá trás
Por não saber amar
Se gosta do medo não venha comigo
Não gosto de quem nunca corre perigo
Todo canto e pranto meu e tudo que sou eu
Por certo vai vingar
Então você vai entender que o quanto que eu quis sofrer
Valeu pelo tentar
Se gosta do medo não venha comigo
Não gosto de quem nunca corre perigo
Todo amor que eu amei no fundo eu dediquei
A mim e mais ninguém

Nenhum comentário:

Postar um comentário