sexta-feira, 23 de abril de 2010

O desenvolvimento econômico mudando a paisagem...



Hoje acompanhei a audiência pública para discutir a instalação do Estaleiro Eisa em Coruripe. Mais de duas mil pessoas foram mobilizadas. Gente de vários grupos partidários, organizações sociais e pescadores.


A maioria quer a empresa funcionando na cidade. Todos sabem que isso vai mudar a paisagem daquela região bucólica, mas estão dispostos a enfrentar as consequências.


Vai ser estranho, no horizonte onde só se viam barcos pequenos e jangadas à vela, de repente vislumbrar um enorme navio cargueiro. Mas a necessidade de desenvolvimento econômico fala mais forte. Nessa região de emprego sazonal no corte da cana ou dos desafios da pesca artesanal, as pessoas querem contar com uma mega empresa que vai gerar mais de quatro mil empregos diretos e uns vinte mil empregos indiretos. É muita coisa para uma cidade com poucas opções.


Na verdade, é dificil projetar a dimensão do que vai ser esse estaleiro em Coruripe. Algumas pessoas nem acreditam que isso vai mesmo acontecer. Mas tudo indica que vai mesmo se tornar realidade... Aquela cidade de praias desertas, dunas, pescadores, que nem mesmo tem um grande empreendimento turístico, agora vai fabricar, grandes navios... Dá para visualizar?... Eu só quero ver...


E espero que o controle ambiental seja mesmo efetivo, porque danos vão acontecer, mas é preciso que sejam colocadas em prática as tais políticas de compensação à natureza, que sempre paga o preço mais alto pelo nosso progresso...



foto 1: maquete eletrônica do Eisa Alagoas
foto 2: a bela e bucólica paisagem de Coruripe, foto do site Viagem e Sabor

Nenhum comentário:

Postar um comentário