sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

A obra conhecida de um personagem esquecido

Todos os alagoanos conhecem muito bem o Palácio dos Martírios, o antigo prédio da intendência, ali vizinho, onde agora funciona um orgão da prefeitura, o Teatro Deodoro e o prédio mais antigo do Tribunal de Justiça. Mas quem conhece Luigi Lucarini?

Pois é, o italiano que viveu em Maceió no final do século XIX e deixou sua marca em prédios suntuosos não é muito lembrado por essas bandas. Na verdade, segundo a trineta do arquiteto, Vânia Amorim, ele sequer é citado nas duas escolas de arquitetura da cidade.

Para corrigir esse descaso com a memória do responsável pelo maior conjunto arquitetônico da cidade, está sendo lançado hoje um livro sobre a vida e a obra de Luigi Lucarini. O trabalho foi apoiado pelo Instituto de Desenvolvimento Humano. Vinicius Palmeira ajudou as amigas descendentes do italiano a captar recursos, levantar dados e organizar a obra.

As fotos são lindas, produzidas pelos melhores fotógrafos do Estado. Aliás, todo o time que entrou em campo para produzir a obra é de primeira qualidade. Para as trinetas de Lucarini, o trabalho teve um resultado imensurável, já que, além da obra, elas estabeleceram contatos com parentes que nem sabiam existir, na Itália e no Rio de Janeiro.

O livro não está a venda nessa primeira edição, mas será distribuido para todas as bibliotecas do Estado. Vamos esperar que o livro desencandeie uma curiosidade maior pela história de Lucarini. Seria bom também que outros personagens interessantes e produtivos da história de Alagoas fossem resgatados. Afinal, a memória ajuda a compreender e traduzir o presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário